Tagged: Billabong

Paul Naude segue as pisadas de Bob Hurley.

NaudebyArmenta480Paul Naude, depois de anunciar a sua saída da GSM International, revela alguns dos próximos passos que vai dar dentro da industria.

“Há alguma coisa a ser cozinhada este momento. Uma coisa é certa, vou começar uma marca nova.” começa por revelar Paul. “Muita coisa está em cima da mesa, mas eu sou um apaixonado pelo surf e isso prevalecerá no passo seguinte.”

“Não tenho interesse em criar uma empresa gigante. Quero criar algo mais realista em termos de tamanho e que me dê prazer todos os dias.” Continua Paul. “Esta é uma industria de pessoas criativas, espíritos livres e estas são características que não combinam com estruturas de companhias públicas.

Há muito de semelhante no percurso agora assumido por Paul Naude e Bob Hurley (fundou a Hurley, depois de deixar de representar a Billabong nos Estados Unidos). As mentes são igualmente brilhantes e apaixonadas pela industria, assim é de esperar algo especial por parte de Paul nesta nova aventura comercial.

Inman e Naude saem e Olivet ainda à espera.

4410_lg_billabong_paulO sul africano, Paul Naude, rescindiu o seu vinculo, como colaborador e membro da direção, com a Billabong. Paul liderou a Billabong Americas nos últimos 15 anos e foi um elemento decisivo nos resultados da Billabong no continente Americano.

A GSM anunciou também a saída de Launa Inman, ex-CEO do grupo, do cargo executivo e do conselho de administração. A mudança de CEO resulta da transação financeira com base no negocio com a Altamont Capital Partners.

Scott Olivet que foi anunciado como substituto de Launa, ainda não começou a desenvolver as suas funções. As conversações continuam entre Olivet e os shareholders australianos da GSM, que manifestaram o seu desagrado com o negocio feito com a Altamont.

 

Dakine e RVCA valem $100 milhões de dolares?

billabong_corp-tmAgora que as ofertas já não estão em cima da mesa, os analistas começam a avaliar quanto é que vale cada pedaço do gigante australiano Billabong.

Craig Woolford, acredita que a RVCA e Dakine poderão facilmente ser vendidos em conjunto por um valor próximo dos $110 milhões de dolares, de acordo com o The Australian.

A Billabong comprou a RVCA, marca criada por Pat Tenore em 2001, em 2010 por uma verba não revelada. Tendo sido apontado como objectivos, 2% das vendas do grupo nas suas cadeias de retalho. A RVCA tem como embaixadores nomes como, lutador de jiu-jitsu Rafa Mendes, o músico Josh Harmony, o surfista Christian Fletcher ou o skater Mark Suciu… A Dakine foi comprada em 2008, 29 anos depois de ser criada no Havai, por $100 milhões de dolares.

Este valor não paga os $279 milhões em divida, mas pode ser claramente um sinal positivo na procura de soluções, numa altura em que a Billabong já voltou ao mercado e que as suas acções rondam os 0,21 cêntimos.

Allison Roberts passa a liderar o design feminino da Billabong

imagesA Allison trabalha na Billabong há 9 anos e recentemente passou a ser a nova responsável máxima do design feminino da marca. Substituirá Mandy Fry, que deixou o Grupo para entrar na Volcom.

Allison é mãe de dois filhos e surfista com um espirito boemio e um entusiamos contagiante. Quando fala sobre design, a sua nova função e as suas inspirações, os seus olhos humedecem. É visivel que ela adora o seu trabalho e a sua carreira.

” Sou obcecada pelo processo”, diz a rir. ” “Sonho com o processo. Tudo me inspira – o meu marido chama-me Velcro. Mas acho que a minha principal inspiração é a alma do oceano.”

Foto – shop-eat-surf.com

Debandada na Billabong International

billabong_corp-tmAlguns dos executivos da Billabong International Ltd.’s estão a deixar a companhia, advinhando-se para breve a venda do Grupo Australiano.

A Head Designer da Billabong, Mandy Fry, trocou a Billabong pela concorrente Volcom.

Steve Lake, fundador e presidente da Sector 9 skateboards, acaba de renunciar ao seu lugar, deixando a companhia no final do mês. A Billabong adquiriu a Sector 9 em 2008.

A Element Skateboards, sediada em Irvine e adquirida pela billabong em 2002, anunciou a que Kim Hall, VP of Design and Merchandising e Kevin Via, Sales Manager, estão fora da companhia.

Olivier Cussoit, Retail Brand Manager da Billabong Europa, também anunciou o seu despedimento depois de mais de 10 anos a desempenhar funções na GSM Europa.

Ações da Billabong em Stand by

billabong_corp-tmA Billabong voltou a colocar a sua posição no mercado em stand by, enquanto a industria dos desportos de ação espera ansiosamente a decisião sobre a oferta pública de Paul Naude e investidores.

“Ou a ASX (mercado australiano) decide ou as ações da Billabong continuam fora das sessões diárias do mercado, até à próxima quinta feira, dia 09 de Maio de 2013.” Afirma o porta voz da Billabong na Australia.

Amanha será o dia de todas as decisões e pelo andar da negociação o resultado parece pender para a venda da Billabong International.

Naude e Billabong continuam a negociar

billabong_corp-tmCorrem rumores na imprensa australiana que as negoiações entre Paul Naude e Billabong pararam, mas de acordo com o de The Age, a Billabong diz que não.

A Billabong afirma que continua a sua analise da oferta feita, apesar da data limite ter terminado. “Em sintonia com o mercado ASX, a Billabong continua a avaliar a proposta,” disse um alto cargo da Billabong. Refutou claramente as insinuações de que as negociações com Naude tinham parado, devido à ausencia de documentação exigida pelo consórcio financeiro liderado por Paul Naude… “a Billabong continua a trabalhar arduamente e em cooperação nos últimos 4 meses, qualquer informação diferente é incorrecta.” Concluiu.

Isto quer dizer que estará para breve uma decisão. Grande parte dos analistas acredita que o negócio será concretizado, até porque, se assim não for a Billabong precisa urgentemente de um empréstimo de 100 milhões de dolares australianos para manter-se à tona.